quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Cruzadas


Tenho vidas para além desta vida
Tenho mortes para além desta morte
Mas nesta minha cruzada encontrei-te.
Não sei em que vida foi
Ou em que passagem para a morte,
Mas tenho a certeza
Que de todas as vezes que volto
Venho sempre mais forte
E sempre estás junto,
Qual de nós será o viajante,
Neste entre ir e vir
Que traz sempre alguém
 O mesmo acompanhante
Não sei quem comanda
Só sei que esta é a minha missão
E a tua está entrelaçada na minha.
Quantas vidas mais terei,
Quantas mais mortes velarei,
Ao meu lado sempre estarás
Porque fomos feitos em união.



Olívia Marinho