domingo, 9 de junho de 2013

O que é para mim a fé:


Não sei se sei exprimir o que é a fé, não sou dada a promessas aos Santos, com todo o respeito que eles me merecem, não me revolto com Deus, que para mim é o Universo infinito e todas as energias que dele advém.
Penso que a minha fé é demonstrada nas simples acções que eu vejo o outro fazer, assim como eu faço, aí tenho a esperança que com os actos e os sinais que o Universo nos dá, nos mostra que a fé está nas coisas mais pequeninas de todos os dias.
A fé não se vê, não se apalpa, mas tem muito conteúdo, só esse conteúdo que será maior para mim ou não, depende daquilo que eu ponho naquele que precisa de mim, a minha fé é demonstrada pelas minhas acções, pelo amor que dou ao próximo, porque acredito naquele ser, acredito que se eu lhe der a mão ele se pode levantar, assim acontece com a natureza, a minha fé é um acreditar que as energias da natureza e do Universo fazem coisas incríveis, de pôr as pessoas a pensar, porque elas trazem uma lição, será preciso sabê-la interpreta-la.
Como um grande vulcão que está sossegado e de repente brota cá para fora toda a fúria e escorre a sua lava pelo vale abaixo, leva tudo o que encontra pelo caminho, mas deixou uma pequena quintinha intacta e seguiu o seu percurso até destruir aquilo que estava destinado a destruir,
 E salvou uma família, melhor poupa-a. Então questiono-me, existe algo supremo? Existe, é um Deus, é o Universo, é as energias todas reunidas?
Tenho certezas? Nunca, mas a minha fé está aqui dentro, dentro desta armação que transporta a minha fé e tenho fé que ela cresça cada vez mais, peço ás forças do Universo que me ajude e nunca me deixe sem o meu maior conteúdo, a minha fé.
Sempre se disse a fé o que nos salva e eu estou convicta disso, sem a fé, sem este propósito o que nos movia, num mundo que nem sempre é justo e correcto?

Olívia Marinho