segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Num Abraço Forte

Faltava-me o teu abraço O abraço forte, sincero Só tu me podes dar Nele fortaleço-me Sinto outras energias Energias boas, por sinal Só sei tu estás aqui e sorris Nele eu refaço-me Pois é dado com alegrias Que muitos poderiam dar Mas não dão, estão mal Não do corpo, mas da raiz A raiz, que está dentro de nós Aí que pena, entristeço-me Não por mim, mas por eles Nunca saberão o que é amar Não marcam a diferença Não se ligam, nem dão voz Ao que é verdadeiro e aceitar Que só importa a sua presença Quero ajudar e enfraqueço-me Mas tu estás sempre aqui E trazes o teu abraço E comigo reconcilio-me E contigo aqui, renasço E volto a sorrir e a acreditar. Olívia Marinho