sábado, 6 de abril de 2013

 Quem seca as minhas lágrimas

Web de aranhas Imagem de Stock Royalty Free


 


 

As lágrimas chegam como o orvalho

Vêm logo de manhazinha,

Se a manhã é tão difícil.

Dormir foi pior que deitar sobre o cascalho.

De tudo que me alenta, será alguma mãozinha,

Que Deus deixou descer á terra

Que me seca as lágrimas tão subtil,

E me refresca a pele, dá-me luz

E Sigo, sigo sempre, sem saber bem onde ir

 Mas vou, vou porque um anjo me leva

Não sei onde vou parar,

Só ele o saberá.

Todas as manhãs são de orvalho

E terei sempre lágrimas, sempre haverá

Mas tenho um anjo que me ajuda no caminho

Confio nele, não o quero desiludir,

Porque sou o tenho a ele para as minhas lágrimas secar

As lágrimas da manhã, á noite são brilho,

Sozinha no silêncio, posso fantasiar

E ser feliz só com lágrimas de cintilar,

É isso que me ajuda a não cair no trilho.

E o meu anjo fica ali a ver-me e sorri.

  


 

Olívia Marinho

Quem